sábado, abril 02, 2011

Agradecimento ao hospital do trabalhador

Nota de agradecimento pelos bons trabalhos prestados a comunidade

Venho através deste agradecer os bons trabalhos prestados pelo hospital do trabalhador em Curitiba, em especial ao pronto socorro que atende diariamente dezenas de pacientes em diversas situação de enfermidade.

Dona Regina Souza Minotto foi vítima de atropelamento as 7:20 da manhã do dia 22/03 na linha verde, um ônibus ligeirinho atropelou ela, socorrida pelo saudável SIATE,foi encaminhada ao hospital do trabalhador onde ficou internada no SAV (serviço de atendimento a vida ), com traumatismo craniano, costela quebrada e perfuração no pulmão e várias escoriações, ela foi muito bem atendida por todo o quadro médico, alíás devemos agradecer a todos os funcionários do hospital, o pessoal da limpeza,da cantina, da segurança, os enfermeiros (as), doutores, enfim a todas essas pessoas que lá estão para salvar vidas, não só a da minha mãe, mas de todos os enfermos que lá adentram para serem tratados e salvos.

Um agradecimento especial para os Drs. Marcio Sartor e Julio Fontoura, dois profissionais da saúde em destaque naquele hospital, um agradecimento a todas as assistentes sociais do hospital que são figuras notáveis em seus bons atendimentos a família dos enfermos e e enfermos.

Aproveitamos para ressaltar a falta de citação de mais nomes nesta nota de agradecimento, mas peço desculpas pois foram tantas pessoas amáeveis e atenciosas no hospital que devido a circustância naquele momento, a família mal tinha cabeça para gravar todos os nomes, mas o importante é que todos estão de parabéns pelo ótimo atendimento prestado no hospital do trabalhador.

Alta médica

Dona Regina teve alta médica dia 28/03 as 17 hs, neste momento encontra-se em recuperação em casa de sua filha, em nome dela e da família Minotto mais uma vez parabenizamos o bom atendimento no hospital.

Conheça um pouco da história do hospital do Trabalhador


Missão
Contribuir para a qualidade de vida do cidadão e da comunidade, desenvolvendo, em nível de excelência, ações de saúde voltadas a prevenção, assistência, reabilitação, ensino e pesquisa, nas áreas de trauma e emergência, saúde do trabalhador, materno-infantil e infectologia.


Estrutura Organizacional

Direção Geral – Dr. Geci Labres de Souza Junior

Secretaria Geral – Andréa Molinari

Direção Técnica – Dr. Hermann Valentin Guimarães

Direção Acadêmica – Dr. Iwan Augusto Collaço

Direção Administrativa – Luiz Fernando Orreda

Chefe do Corpo Médico – Dr. Francisco Assis Pereira Filho

Gerência de Engenharia e Manutenção – Ozires de Jesus Ribeiro

Gerência de Informação e Informática – Nádia Pádua de Mattos

Gerência de Material e Patrimônio – Valdemiro da Silva Filho

Gerência de Recursos Financeiros – Leonice Schimidt

Gerência de Recursos Humanos – Carmen Lucia Barbosa Lipski

Gerência de Serviços Técnico Assistencial – Dr. Marcos Takemura

Gerência de Hotelaria Hospitalar – Silvana Pagani

Gerência de Serviços de Enfermagem – Justina Maizack

Núcleo de Controle de Infecção Hospitalar – Dra. Heloísa Giamberardino

Centro de Estudos – Adriano Castilho Haesbaert

Capacidade Instalada


O Hospital do Trabalhador dispõe de 190 leitos para internações, divididos entre as clínicas:
- 64 de trauma e cirurgia adulto
- 30 de pediatria clínica e cirúrgica
- 35 de maternidade com alojamento conjunto
- 16 de infectologia
- 10 de UTI trauma adulto
- 08 de UTI neonatal
- 02 de UTI trauma pediátrico
- 10 de cuidados intermediários neonatais
- 15 Hospital Dia

No corpo funcional conta com 1482 funcionários, dos quais 286 médicos e 367 enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

Histórico

1947 - Inaugurado o Sanatório Médico Cirúrgico do Portão. Prédio inicialmente construído para abrigar uma escola agrícola; surge a tuberculose redirecionando o objetivo da construção;
- Referência Nacional na área de Cirurgia Torácica.
1960 - Plano para criação do Instituto do Coração do Paraná (não concretizado)
1980 - Retorno das obras de implantação e reforma do Hospital Geral do Portão.
- Referência ao HIV (Síndrome de Imunodeficiência Adquirida)
- Renomeado como Hospital Geral Mauro Senna Goulart
Mauro Senna Goulart – Técnico de laboratório especializado no diagnóstico de Tuberculose que trabalhou no hospital.
1990 - Nova missão : Atendimento ao Trauma, Saúde do Trabalhador, Infectologia e Materno – Infantil.
1995 - Fevereiro – Inauguração da Maternidade Dr. Luiz F. Cajado de Oliveira Braga.
1997 - Agosto – Convênio 029 SESA/SMS/UFPR/FUNPAR – Recebe o
Nome fantasia de Hospital do Trabalhador.
1998 - Junho – Abertura do Pronto-Socorro de Trauma.
2000 - Março – Título Hospital Amigo da Criança (15/03/2000).
2002 - Abril – Primeira Licença Sanitária.
2003 - Julho – Novo convênio (029/2003), com vigência até 30/06/2007.
Maio – Primeira eleição do Chefe do Corpo Médico.
2005 - Janeiro – Inauguração da Unidade Saúde do Trabalhador.
Maio – Reeleição do Chefe do Corpo Médico.
Junho – Reconhecimento do Ministério da Saúde e Educação como Hospital de Ensino (Portaria Interministerial nº 862 de 07de Junho de 2005).
Dezembro – Primeiro teste seletivo para Residência Médica Própria em Cirurgia Geral (02 vagas).
2006 - Fevereiro – Renovação da Licença Sanitária
Maio – Aprovação do Regimento Interno do Corpo Médico
Julho – Homologação do Regimento Interno pelo Conselho Regional de Medicina
Outubro – Assinatura da Contratualização (Metas avaliadas a partir de 01/10/2006)
Dezembro – 2º Teste seletivo para Residência Médica Própria.
2007 - Maio – Reeleição do Chefe do Corpo Médico
Dezembro – Conclusão da primeira turma de Residência Médica em Cirurgia Geral
Dezembro – Renovação da Licença Sanitária.

Convênio

Em 1977 celebrou-se o convênio entre o Governo do Estado do Paraná, Prefeitura de Curitiba, UFPR e Fundação da UFPR para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Cultura – FUNPAR.

A parceria estabelecida representou um salto de produtividade e qualidade nos serviços prestados por essa unidade da rede pública estadual de saúde. Aos serviços já existentes nas áreas de atendimento materno-infantil, infectologia e cirurgias de correção de defeitos congênitos da face, foi agregada uma nova missão: a de transformar o Hospital num centro de excelência no atendimento aos acidentados em geral e, em especial, aos acidentes e doenças do trabalho.

Com essa parceria foi possível implantar o Pronto –Socorro de Trauma, atendendo assim a uma demanda da comunidade da região. Na ocasião, a UFPR procurava meios para ampliar a formação e o treinamento dos alunos do curso de medicina e da Residência Médica, especialmente da área de Cirurgia e Ortopedia.

Em 1999 o Hospital do Trabalhador implantou o Centro de Estudos, Pesquisa e Desenvolvimento Humano, que assumiu a administração de estágios curriculares e extracurriculares de alunos, proveniente de diversas instituições de ensino. Logo o Hospital foi reconhecido pelo Ministério da Educação e da Cultura e pelo Ministério da Saúde como “Hospital Auxiliar de Ensino”, cooperando com a formação de profissionais de saúde, por essa razão, passou a receber recursos adicionais para o seu custeio.

Dessa forma o convênio teve impacto bastante positivo também nas atividades de ensino e pesquisa, propiciando ao Hospital estar em permanente evolução, em sintonia com os novos conhecimentos científicos e com as novas técnicas de cada especialidade.

A participação da FUNPAR nesse convênio proporciona autonomia e flexibilidade administrativa para vinculação de pessoas, aquisição de insumos e equipamentos, realização de contratos e ações de manutenção em geral. Credenciada no SUS como prestadora de serviços, pelo hospital, a FUNPAR recebe e administra os recursos deste faturamento e também viabiliza o uso de recursos financeiros de outras fontes de financiamento, para o custeio da unidade.

Com os recursos administrados pela FUNPAR, do FIDEPS (Fundo de Incentivo ao Desenvolvimento de Ensino e Pesquisa em Saúde) e dos subsídios repassados pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, foi possível a realização de melhorias na estrutura física e aquisição de equipamentos para o Hospital.

A Prefeitura participou com a implantação da UTI Neonatal (equipamentos) sendo importante para o programa Mãe Curitibana e fator de contribuição para a redução da mortalidade materno-infantil nesta região.

Conselho Diretor

O Conselho Diretor previsto no convênio tem como objetivo avaliar e autorizar todas as diretrizes administrativas. Esse Conselho é composto por representantes dos convenentes indicados especificamente para servir de ligação entre o Hospital e seus parceiros.

Acesse o link abaixo e saiba mais sobre o Hospital do Trablhador
http://200.189.113.52/ht/hospital.htm

Um comentário:

  1. vilmair21@gmail.com22 de maio de 2011 11:49

    estou procurando o enfermeiro cesar lisboa que trabalha nesse hospital no turno da noite no p.a.

    ResponderExcluir